Resenha: A Elite

Título: A Elite 
Autor: Kiera Cass
Páginas: 360 páginas
Editora: Seguinte
A vida no palácio não era tão ruim quanto America imaginava. Ou melhor: com todos os mimos e privilégios que estava tendo, ela já mal se lembrava de como era pertencer à casta Cinco. Ser Um, em compensação, era fácil: suas criadas eram costureiras talentosíssimas e faziam vestidos maravilhosos; os banquetes e as festas que frequentava eram incrivelmente divertidos; e o conforto em que vivia agora seria impensável alguns meses atrás. Além de tudo, quando sentia saudade de casa, tinha Aspen por perto.
Ele era compreensivo, companheiro e tinha decidido colocar sua vida em perigo por ela - afinal, o que aconteceria se alguém descobrisse que, além de guarda do palácio, era ex-namorado de uma das candidatas? Era com Aspen que America contava nas horas mais difíceis. Por outro lado, o príncipeo Maxon era atraente, bondoso, carinhoso e - o mais importante - desejava America mais do qualquer outra garota da Elite.
Mas, além de estar com o coração secretamente dividido também era difícil lidar com o fato de que aceitar Maxon significava ter que aceitar uma coroa. America não tinha certeza se gostaria de ser princesa. Apesar da vida glamorosa, havia tantas coisas com as quais ela não concordava e que permaneciam sem explicação: por que o palácio sofria tantos ataques rebeldes? O que era reivindicado? Porque os castigos aos infratores tinha de ser tão violentos? O que estava por trás daquele regime de castas tão cruel?
O tempo está acabando e as dúvidas de America só aumentam.


                                      Minha opinião:                                     

Assim que terminei de ler A Seleção fiquei louca para ler A Elite. Parecia um vício, eu não conseguia parar de ler, mesmo em semana de provas, todo e qualquer momento livre que eu tivesse, não importa quanto tempo fosse, eu corria para apanhar o livro. Gostei muito, apesar do começo não ter me agradado tanto, o livro correu muito bem durante o desenvolvimento e o desfecho.

America já estava mais envolvida com a vida no palácio e isso me agradou. As intrigas que tanto esperei em A Seleção foram focalizadas no segundo livro, ou seja, vemos o lado competitivo das seis garotas que restaram. Deste modo, até o leitor passa a se posicionar melhor na estória, conforme conhece as outras personagens que lutam pelo coração do príncipe Maxon.

Como eu previa, o triângulo amoroso entre America, Maxon e Aspen é bem enfatizado em A Elite, aliás o livro é escrito em cima deste triângulo. Apesar de toda a dúvida de America, todas as discussões e dificuldades, Maxon continua sendo meu favorito.

“[...] se há uma coisa que aprendi na Seleção é que algumas garotas possuem um extinto assassino assustador. Não se deixem enganar pelos vestidos de festa – completou, sorrindo.”
Página 42 (A Elite)

A autora tem uma escrita envolvente, que te prende de uma maneira ao livro, que só é possível parar quando o termina. Quando cheguei na última página não sabia o que fazer, queria ler o mais rápido possível para saber o que aconteceu, mas ao mesmo tempo não queria que o livro tivesse acabado, queria mais, queria saber o destino de America Singer.

Estou louca pelo lançamento de The One, previsto para Maio de 2014, o livro que ditará o futuro de America, Maxon, Aspen e as outras garotas que lutam pela coroa. Só posso esperar uma leitura fantástica, já que os primeiros dois livros me agradaram muito.

As questões políticas, abordadas no livro, também impulsionaram a minha leitura, como aconteceu em A Seleção. O ambiente também ajudou a montar uma atmosfera perfeita para o livro. As personagens principais continuam com suas personalidades distintas e fortes. As decisões deste livro serão fundamentais para The One. Acrescento também, que o A Elite não me impressionou tanto quanto A Seleção, porém manteve um grau de excelência que me deixou admirada. Recomendo muito a leitura da série, pois ela é excelente.

Sugestão: Leia também O Príncipe, um conto de A Seleção. ;)

Beijos,
Amanda.

Direitos reservado à Amanda Aureliano. Não podendo ser reproduzido sem sua prévia autorização e consentimento.

0 comentários:

Postar um comentário



Visualizações

Arquivo

Categorias