Resenha: Rostinho Bonito


Nós já demos A Volta ao Mundo em 80 Dias, mas as viagens literárias não param no Instante do Livro. Nossas férias só estão começando, então, embarque em mais leitura, pois o nosso destino de hoje é a Itália!


Segundo destino:

Título: Rostinho Bonito (Pretty Face)
Autor: Mary Hogan
Páginas: 238 páginas      
Editora: Galera Record

A vida de Hayley tinha tudo para ser perfeita.
Ela mora na Califórnia, a poucos metros da praia, o clima é sempre perfeito, as pessoas são legais e ela tem uma melhor amiga dos sonhos! Além de tudo, Hayley é engraçada, inteligente, amiga e tão bonita...de rosto.
Tudo isso seria ótimo se não fosse por um pequeno detalhe: Hayley e a Califórnia não poderiam ser mais incompatíveis. Ela não tem nada de magrela e, sem o corpinho sarado (ainda que artificialmente) típico da região, nem pensa em chegar perto da praia.  Suas qualidades, ao invés de ajudar na sedução do lindo Drew Wyler, só atrapalham.
Antes que Hayley surte com a pressão de ter uma mãe irritantemente obcecada por perder peso, um amor que nunca vai passar de uma amizade - e que, além de tudo, está a fim de sua melhor amiga -  e sua dificuldade em se encaixar no padrão californiano, seus pais resolvem ter a melhor ideia do mundo: mandá-la para a Itália para passar o verão!
Hayley não poderia imaginar que seria lá, em um lugar onde ela precisa andar quilômetros no sol (e em ladeira!) para ter acesso a tecnologia, longe de sua melhor amiga e tudo que lhe é familiar e tendo que conviver com dois irmãos pequenos em sua nova casa, que sua vida mudaria para sempre.
Aprendendo a ter uma visão completamente diferente de si mesma e do mundo, Hayley pode finalmente ser Hayley, . Lá ela não é gorda, tem curvas. A comida (quem diria!) não é sua arquiinimiga. Ter um rostinho bonito é finalmente um elogio. Mas, principalmente, lá ela não precisa ser mais uma menina de revista para achar o seu verdadeiro Drew Wyler.

Minha opinião: Rostinho Bonito nos traz a estória de Hayley, uma adolescente que mora na Califórnia e tem tudo para que sua vida seja perfeita, porém Hayley tem complexos por não estar no peso ideal da população californiana. É assim que ela decide passar o verão na Itália na casa de uma amiga de sua mãe.

Rostinho Bonito é capaz de transportar o leitor para o universo italiano. A descrição das paisagens é feita de maneira muito intensa, de modo que o leitor viaja para a Itália num piscar de olhos. Os personagens são bem construídos, Hayley me agradou bastante. No decorrer da estória é perceptível o amadurecimento dela, que passa a não se preocupar tanto com seu peso, mas apenas em viver.

“Eu não falo italiano. Não gosto de conhecer gente nova. E não tenho a menor ideia de onde fica a Úmbria...
Quem se importa?!
Eu vou para a Itália!”
Página 72 (Rostinho Bonito) 

A Itália descrita pela visão da autora ficou linda. A narração em primeira pessoa ajudou muito a moldar o ambiente. Tudo é descrito com tanta magia, que o leitor quer ir correndo para Itália, também. A família que a recebe é muito afetuosa, mas dá a ela a privacidade necessária, já que Hayley tem como “quarto de hóspedes” uma torre separada da casa.

Hayley é uma personagem muito engraçada, o que agrada bastante. O leitor se afeiçoa a ela e torce por um final feliz. A Itália possui descrições muito boas, porém em pouca quantidade, mas em nada atrapalhou o desenvolvimento do livro.

Gostei muito da leitura e recomendo para quem procura por um livro leve e divertido.



Bacios (beijos),

Amanda


Direitos reservado à Amanda Aureliano. Não podendo ser reproduzido sem sua prévia autorização e consentimento.

0 comentários:

Postar um comentário



Visualizações

Arquivo

Categorias