Resenha: Anna e o Beijo Francês


A Volta ao Mundo em 80 Dias, Itália e agora a Cidade Luz. O Instante do Livro embarca para Paris com Anna e o Beijo Francês e te leva junto, é claro!

Anna e o Beijo Francês

Título: Anna e o Beijo Francês
Autor: Stephanie Perkins
Páginas: 288 páginas
Editora: Novo Conceito

Anna Oliphant não está nada entusiasmada com a ideia de se mudar para Paris. Porém, seu pai, um famoso escritor norte-americano, decidiu enviá-la para um colégio interno na Cidade Luz. Anna prefere ficar em Atlanta, onde tem um bom emprego, sua fiel melhor amiga e um namoro prestes a acontecer. Mas, ao chegar a Paris, ela conhece Étienne St. Clair, um rapaz inteligente, charmoso e bonito, que além de muitas qualidades, tem uma namorada...
Anna e Étienne se aproximam e as coisas ficam mais complicadas. Será que um ano inteiro de desencontros em Paris terminará com o esperado beijo francês? Ou certas coisas simplesmente não estão destinadas a acontecer?

Minha opinião:

Paris, a Cidade Luz. Um lugar maravilhoso e esplêndido, assim como este livro. Anna e o Beijo Francês tem tudo que um leitor pode desejar. É charmoso, fofo e delicado. Um livro que não dá para parar de ler.

Anna é enviada por seu pai para estudar em um colégio interno em Paris, porém este não é o seu sonho. Mas é na Cidade Luz, num momento totalmente sem propósito, que ela conhece Étiene St. Clair, por quem se vê perdidamente apaixonada.

“Isso é tudo o que sei sobre a França: Madeline, Amélie e Moulin Rouge. A Torre Eiffel e o Arco do Triunfo também, embora eu não saiba qual a verdadeira função de nenhum dos dois. Napoleão, Maria Antonieta e vários reis chamados Louis. Também não estou certa do que eles fizeram, mas acho que tem alguma coisa a ver com a Revolução Francesa, que tem algo a ver com o Dia da Bastilha. O museu de arte chama-se Louvre, tem o formato de pirâmide, e a Mona Lisa vive lá junto com a estátua da mulher sem braços. E tem cafés e bistrôs – ou qualquer nome que eles dão a estes – em cada esquina...”
Página 7 (Anna e o Beijo Francês)

A estória é bem divertida, apesar de ser clichê. A protagonista me agradou bastante, desde o começo, sua narrativa é muito boa e deixou o livro mais leve. O ambiente não poderia ser melhor, Paris. O que me irritou um pouco é fato de Anna reclamar bastante durante o livro, mesmo sabendo que ela foi forçada a ir para Paris, esperava que não reclamasse tanto e de tudo, mas isso é apenas na introdução do livro.

“Quem manda os filhos para um internato? É tão Hogwarts. Só que no meu não tem feiticeiros bonitinhos, balinhas mágicas ou aulas de voo.”
Página 8 (Anna e o Beijo Francês)

Gostei muito da narrativa de Stephanie Perkins. Os personagens são fofos e inesquecíveis, o fato de terem sido construídos sobre vários aspectos os torna únicos. O livro é uma delícia, principalmente num dia frio acompanhado de uma caneca de chocolate quente.

Atingiu minhas expectativas de modo geral. O que mais gostei foi a descoberta do lar, Anna entende que o lar é onde nosso coração está, o que me fez lembrar da reflexão de Dorothy, em O Maravilhoso Mágico de Oz. Um livro sobre amizades, amor, companheirismo. Uma ótima leitura.




Assista ao Book Trailer:





Baiser (Beijo),
Amanda



Direitos reservado à Amanda Aureliano. Não podendo ser reproduzido sem sua prévia autorização e consentimento.

2 comentários:

  1. Ahhh ess elivro é tudo de bom!
    Como vc disse, apesar de ser clichê é perfeito para aquelas tardes em que só queremos ler uma boa história.
    A Anna e o St. Clair são um dos meus casais literários favoritos. Adorooo eles!
    Bjokas querida


    www.lerepensar.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É verdade. Um livro fofo, fofo, fofo! Não importa o quão clichê seja.

      Beijinhos flor

      Excluir



Visualizações

Arquivo

Categorias