Resenha: A Vez da Minha Vida

Título: A Vez da Minha Vida
Autor: Cecelia Ahern
Páginas: 383 páginas
Editora: Novo Conceito

Certo dia, quando Lucy Silchester volta do trabalho, há um envelope de ouro no tapete. E um convite dentro dele para se encontrar com a Vida. Sua vida. Pode soar peculiar, mas Lucy leu sobre isso em uma revista. De qualquer forma, ela não pode ir ao encontro: está muito ocupada desprezando seu emprego, fugindo de seus amigos e evitando sua família. Mas a vida de Lucy não é o que parece. Algumas das escolhas que fez — e histórias que contou — também não são o que parecem. Desde o momento em que ela conhece o homem que se apresenta como sua vida, suas meias-verdades são reveladas totalmente — a não ser que ela aprenda a dizer a verdade sobre o que realmente importa. Lucy Silchester tem um compromisso com sua vida — e ela terá de cumpri-lo.





                                       Minha opinião:                                   

Assim que entrei na livraria e me deparei com este livro de Cecelia Ahern, fiquei encantada, peguei-o e retirei-me da entrada da loja, sentando numa das cadeiras para ler um pouco e saber se realmente valia a pena leva-lo. O livro me encantou neste momento, eu simplesmente fiquei fascinada com a escrita, apesar de ter feito apenas uma breve e rápida leitura num lugar movimentado.

Lucy possui tempo para os amigos, as aparências, os problemas alheios, mas esqueceu-se de cuidar de sua vida, mas um dia a vida a chama para realidade através de uma carta deixada em seu carpete. Um encontro com sua Vida. Isso foi o que me deixou mais louca para ler o livro. Afinal, encontrar com sua própria vida é algo totalmente inusitado.

“- Claramente não é a mesma coisa. Eu nunca trairia um amigo assim.
Ele deu um sorriso irônico.
- Mas você faria isso com a sua vida.”
Página 45 (A Vez da Minha Vida)

Adorei a leitura do começo ao fim. O leitor vê claramente o crescimento e amadurecimento de Lucy ao longo da estória. A Vida de Lucy é uma pessoa muito engraçada e divertida, que me agradou muito, lembrando-me bastante do Grilo Falante do Pinóquio, pois a seguia em todos os lugares e dava-lhe conselhos. Lucy não tem um bom relacionamento com sua família, com os amigos, odeia seu emprego, mas o que mais é ressaltado é que a vida dela se baseia numa complicada pirâmide de mentiras, de forma que, com apenas uma verdade tudo desmoronaria.

A mensagem de Cecelia Ahern me deixou bastante satisfeita. Tentei me colocar no lugar de Lucy e pensar em conhecer alguém que fosse minha vida. É realmente uma estória criativa e bastante original. Em seu desenvolvimento, o leitor torce fervorosamente pelo sucesso de Lucy, mas fica irritado ao ver alguns de seus retrocessos. Em meio a erros e acertos (mais erros que acertos, na verdade), Lucy vai arranjando e arrumando cada pedacinho de sua vida, desmentindo histórias e tentando crescer como pessoa.

“ – Eu falo cinco línguas – rebati.
- Ah, mas você não fala a verdade...”
Página 136 (A Vez da Minha Vida)

Uma narrativa fluída e bem escrita, de forma que o leitor se envolve com o livro e suas personagens. Estou encantada com A Vez da Minha Vida. Talvez, o melhor deste livro não seja lê-lo procurando sua mensagem, mas, sim, descobri-la aos poucos e perceber o que Cecelia Ahern quis dizer quando colocou uma vida atrás de uma pessoa que perdeu o amor por viver.


Beijos,

Amandinha


Direitos reservado à Amanda Aureliano. Não podendo ser reproduzido sem sua prévia autorização e consentimento.

2 comentários:

  1. Você descreveu a estória de uma forma tão intensa que concluí que preciso continuar a leitura deste livro.

    bjs flor

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leia mesmo, apesar de ser suspeita para falar deste livro, ele me comoveu bastante! Ah, e quando ler repare se a Vida de Lucy, às vezes, não te faz lembrar do Grilo Falante (kkk)!
      Beijinhos

      Excluir



Visualizações

Arquivo

Categorias