Cobertura Bienal do Livro de São José dos Campos


Como já havia dito em um post anterior, não pude ir à Bienal do Livro do Rio de Janeiro, mas lembrando-me da primeira edição da Bienal do Livro de São José dos Campos, que aconteceu em 2011, tomei a iniciativa de economizar determinada quantia todo mês, mesmo sem saber ao certo se teríamos uma segunda edição.
Felizmente, foi anunciada a segunda, e tão esperada, edição da Bienal do Livro de São José dos Campos. Eu que já estava economizando, passei a contar cada moeda para levar.
De modo geral, posso dizer que gostei muito da Bienal e que foi muito bom prestigiar este evento, que apesar de ainda pequeno, tem grande importância cultural no estado.





Indo à Bienal
A cerimônia de abertura foi no dia 1 de Novembro. No dia 2, eu fui à Bienal. Levei bastante tempo para chegar e fui de ônibus. Levou bastante tempo até chegar ao Parque Roberto Burle Marx.















Outro ponto legal de ser uma Bienal pequena é que as entradas são gratuitas. Logo de cara já percebi que estava bem mais organizada do que a edição de 2011, consequentemente tivemos a impressão de que o espaço era maior (mesmo que ambas as edições fossem no Pavilhão Gaivotas), havia mais stands e mais opções de consumo.
Andei por toda a feira, antes de comprar qualquer coisa. Foi a decisão mais sábia, pois o mesmo livro podia ter a diferença de R$5,00 no preço total de um stand para outro. A palavra da Bienal era ‘pesquisar’ e não ter medo de andar bastante.







No primeiro stand, da Papa Livro, tive a alegria de encontrar os livros de um dos meus autores favoritos, Júlio Verne, por R$10,00, porém são livros que não são mais editados. Fiquei imensamente feliz. Os vendedores foram muito atenciosos e conversaram comigo sobre o blog, o que foi bem legal. Neste mesmo stand, encontrei livros da Novo Conceito por R$15,00. Imagine a minha alegria! :D Algumas promoções estavam imperdíveis.



Segui para o stand da Selecta Livros, onde encontrei bons preços, mas acima de tudo muita variedade. Continuei andando pela Bienal, vez ou outra encontrava um preço muito baixo. Havia clássicos por R$2,00 ou R$5,00.

Apesar de ter me sentido uma tartaruga, levar a mochila foi muito útil, já que na volta coloquei alguns livros lá dentro, para que não amassassem e para que as sacolas não arrebentassem no caminho.

Um ponto bem legal foi que vi muitas crianças por lá, elas estavam alvoroçadas com os livros e sempre imploravam por mais aos pais, além das crianças havia grande quantidade de jovens no evento, eles realmente tomaram conta do lugar.





Em relação à alimentação, foi melhor do que a de 2011, porém ainda temos muito a melhorar. Acabei tomando um lanche numa lanchonete ali perto. 
Bem, gostei muito da Bienal, conheço muita gente que prestigiou o evento, e acredito que algumas pessoas se decepcionaram com os preços, mas como já falei economizei por muito tempo para poder comprar tudo o que comprei e a palavra de ordem era ‘pesquisar’. Havia preços exorbitantes, porém era possível encontrar boas ofertas.

Se quiser saber o que eu trouxe é só assistir ao vídeo:

0 comentários:

Postar um comentário



Visualizações

Arquivo

Categorias