Pipoca, refrigerante e um livro: Assassinato no Expresso do Oriente

Pipoca, refrigerante e um livro consiste em comparar um livro com sua adaptação cinematográfica.








Título: Assassinato no Expresso do Oriente
Autor: Agatha Christie
Páginas: 223 páginas
Editora: Nova Fronteira
Pouco depois da meia-noite, uma tempestade de neve pára o Expresso do Oriente nos trilhos. O luxuoso trem está surpreendentemente cheio para essa época do ano. Mas, na manhã seguinte, há um passageiro a menos. Uma americano é encontrado morto em sua cabina, com doze facadas, e a porta estava trancada por dentro. Pistas falsas são colocadas no caminho de Hercule Poirot para tentar mantê-lo fora de cena, mas, num dramático desenlace, ele apresenta não uma, mas duas soluções para o crime. 

Sobre o livro:

Agatha Christie encanta e cativa milhões de leitores, mesmo décadas depois de sua morte. Com uma escrita ágil, leve e bem estruturada, ela consegue prender o leitor à sua estória com poucas linhas escritas. O que mais gosto na autora é o fato de que ela não prolonga sua estória para trezentas, quatrocentas páginas, quando pode narrar tudo em duzentas. O livro é simples, instigante e surpreendente.

Em Assassinato no Expresso do Oriente o leitor se verá envolto em um mistério aparentemente sem solução. Durante a noite, pouco depois da meia-noite, o Expresso do Oriente se vê obrigado a parar por conta de uma tempestade de neve. E nesta noite, que o trem perde um de seus passageiros, esfaqueado doze vezes. É assim que Hercule Poirot assume o caso e tenta desvendar este mistério.

Uma estória digna de Agatha Christie. Os elementos sempre tão bem dispostos ao longo do livro que transporta o leitor para a atmosfera do crime. Novamente, foi muito agradável seguir a escrita de Agatha, pois, apesar do crime, temos uma narração rápida e fluida, sem perder a força de suas palavras. O que, particularmente, me deixou bem satisfeita com o livro foi o fato de que a autora utilizou de 200 páginas e não senti buracos ou falhas, pelo contrário, são as páginas suficientes, ou seja, ela não alonga sua narrativa de modo que a obra fique cansativa.

Continuo a me perguntar de onde a Rainha do Crime tirou tanta criatividade e bom gosto para compor as mais diversificadas obras, enganando e encantando seus leitores. Leitura mais que recomendada.




Sobre o filme:


Sobre o filme:

No começo do filme, os fatos acontecem exatamente como o livro, porém são ambientados num navio, enquanto que no livro começamos em um trem, o Taurus Express. Logo se passa ao Expresso do Oriente, onde a obra e o filme realmente se desenrolam. A chegada dos personagens ao trem me deixou bem satisfeita, pois pude reconhecê-los sem problemas, já que os atores escolhidos compuseram, de modo geral, os personagens muito bem, dando-lhes as devidas características e aspectos.

Já no trem, tudo se desenvolve fielmente ao livro, o que me deixou bem feliz. O caso também teve uma ordem bem fiel ao livro, pouquíssimos pontos foram alterados. O filme é bastante fiel à obra de Agatha Christie, porém é um pouco monótono, já o livro, possui um ritmo mais rápido e viável, isso fica bem aparente em comparação à leitura, pois, apesar da fidelidade ao livro, os fatos não pareceram tão instigantes no filme.

Uma produção de época, com bons atores e uma boa estória. Fiel ao livro, este filme promete agradar aos fãs de Agatha e aos que não dispensam um bom entretenimento envolto num crime.




Confira o trailer:






4 comentários:

  1. Oi Amanda, marquei você em uma TAG
    http://simplismentelivros.blogspot.com.br/2014/01/tag-selo-versatile-blogger-award.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Poliana
      Obrigada! Assim que possível responderei sua TAG

      Beijos

      Excluir
  2. Acredita que eu não li nenhum livro da Agatha até hoje? Morro de vontade, mas cadê que me sobra tempo para ler e dinheiro para comprar?
    Nem sabia que tinha um filme também! Bom saber. Me dá mais empolgação para ler o livro. <3

    Um beijo,
    Luara - Estante Vertical

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quando você começa a ler Agatha Christie é muito difícil parar rs :D As estórias são tão criativas, não dá para acreditar que ela escreveu tantos casos diferentes! E o filme é bem legal!

      Beijos

      Excluir



Visualizações

Arquivo

Categorias