Resenha: Perdida

Título: Perdida
Autor: Carina Rissi
Páginas: 363 páginas
Editora: Verus
Sofia vive em uma metrópole, está habituada com a modernidade e as facilidades que isto lhe proporciona. Ela é independente e tem pavor a menção da palavra casamento. Os únicos romances em sua vida são os que os livros lhe proporcionam. Mas tudo isso muda depois que ela se vê em uma complicada condição. Após comprar um novo aparelho celular, algo misterioso acontece e Sofia descobre que está perdida no século XIX, sem ter ideia de como ou se voltará. Ela é acolhida pela família Clarke, enquanto tenta desesperadamente encontrar um meio de voltar para casa. Com a ajuda de prestativo Ian, Sofia embarca numa procura as cegas e acaba encontrando algumas pistas que talvez possam leva-la de volta para casa. O que ela não sabia era que seu coração tinha outros planos...


Minha Opinião: 


Perdida aguardava minha leitura havia um bom tempo e, apesar de não ler muitos chick lits, resolvi lê-lo. O livro se desenvolve de uma maneira leve e engraçada, foi realmente uma ótima leitura e me surpreendeu em alguns pontos.

O livro narra a estória de Sofia, uma garota que perdeu os pais e mora sozinha em um bagunçado apartamento. Não consegue se prender a relacionamentos sérios e tem alguns problemas no trabalho. Após um acidente com seu celular, Sofia se vê obrigada a comprar um novo aparelho, porém ao ligá-lo, coisas misteriosas acontecem e ela vai, subitamente, para no século XIX e não faz ideia de como aquilo aconteceu ou como poderá voltar para casa.

"Eu não sabia explicar por que gostava tanto daquela história, mas era incrível poder me perder em séculos passados, costumes tão diferentes, roupas tão lindas, paisagens bucólicas e tranquilas, o amor sendo posto à pela ideia retrógrada de que pobres e ricos não se misturavam, o cavalheirismo, a delicadeza do primeiro amor... Glicose da boa!"
Página 13 (Perdida)

A autora tem uma escrita muito boa de se acompanhar. Transmite os acontecimentos de maneira muito irreverente e trouxe alguns costumes antigos, bastante questionado pela personagem, que tornaram o livro muito divertido.

Os personagens são um destaque. Sofia me ganhou como protagonista, além de sua irreverência, ela tem seu lado romantizado por Jane Austen, mas também é forte e vivida, sem dramas adolescentes.

"Contos de fadas podem se tornar realidade, Sofia. Basta que a princesa não lute contra a própria felicidade."
Página 198 (Perdida)

O final foi mais arrebatador do que eu esperava. Depois de uma escrita tão intensa e viva, o desfecho merecia algo extraordinário, e Carina o fez.

Um romance lindo, repleto de carruagens, vestidos, costumes e aspectos do século XIX. Uma viagem no tempo digna dessa escritora nacional que nos mostra mais uma vez a competência da escrita deste país. Leitura mais que recomendada.

0 comentários:

Postar um comentário



Visualizações

Arquivo

Categorias